quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

3 Partiu...





Tchau! Não um adeus, apenas um Tchau.
Com sorriso nos lábios e o coração em prantos. Dou tchau. Para que ele sinta. Para que viva. Para que assista a vida no palco e não na platéia.
Ele vai sorrindo, feliz. Abana, faz gestos. Desenha um coração na vidraça. E vai.
Parte. Viaja. Lança seu pequeno corpo na aventura que não cabia nem em sua imaginação.
Parte. E me parte! Metade vai com ele, e sem que eu colocasse em sua mala, leva consigo o que em mim há de melhor.
Parte fingindo que chora e eu fico fingindo que não.
No retorno, pegarei de volta o que é meu pra voltar a ser.
Porque se ele não está, eu não sou.

Related Posts with Thumbnails