quarta-feira, 21 de março de 2012

0 E nesses dias tão estranhos...

Culpo você. Para aliviar a minha própria culpa.
Desculpo-me pelo que nem é culpa minha.
Sofro pelo nada e que para mim é tanta coisa.
Deixo a força sair de mim. Enalteço quem não merece. Dou méritos para quem não precisa.
Culpo. Desculpo-me. Choro.
Enlouqueço. Rasgo roupas, quebro copos, grito e componho, e escrevo. Risco a pele.
Faço marcas secretas para não gerar comoção.
E pra você eu mostro as palavras que tento esconder até de mim. E peço o que não terei. E canto canções bobas, e danço mesmo que não me olhes, e mesmo que não me acompanhes.
Eu choro, e enlouqueço, e grito e me maltrato.
E eu sei que você não tem nada com isso.

(Achei que era paixão, mas era só TPM)
Related Posts with Thumbnails