sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Estava feliz. Uma felicidade que merecia ser partilhada, dividida.
Queria dividir com aquele.
Aquele que gritou sem nenhum motivo. Aquele com quem ela sonhara de olhos abertos.
Merda!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

3 Faria...

Cuspiu na cara dele. Deu um soco no seu estômago e o chamou de cretino.
Queria chamá-lo de mentiroso, mas o forte daquela "não relação" tinha sido a verdade.
Ele Era sincero, era honesto e era bom. Isso sempre a deixava putiada.
Mas ela o achava um cretino e bastava que pensasse.
Então, cuspiu e gritou bem alto: Idiota, Cretino!
Ela estava estupidamente feliz naquela manhã por consguir fazer aquelas coisas.
Mesmo que as tivesse feito só mentalmente.

Related Posts with Thumbnails