quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Se quiseres rir, ria.
Se tiver vontade de dançar, dance.
Fique a vontade diante da minha lente: Ela só aumenta o que é bom em você.

Deixa eu cheirar você, pra decorar
Deixe eu tocar você, só para me lembrar quem você é.

Sorria e dance, baby...
Eu só quero mais um pouco do que você pode me dar...

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

0 Bonecas de Cera


Eu sigo brincando de vida. Mas meus brinquedos não são vidas alheias. É a minha: tediosa, complexa, triste, enfadonha. Minha vidinha de quem fracassa. E vence. E falha, e pede perdão. E é magoada, e perdoa.
Eu vou brincando de vida, mas cuido de quem está na minha estante: são conquistas, jamais troféus.
Vou brincando de vida, do mesmo modo que brincava com as bonecas: quero cuidadas, bem vestidas, bem penteadas, satisfeitas. Não gosto de bonecas que choram. Gosto das que pedem colo de mãe.
Eu sorrio quando olho os meus brinquedos saciados. É tão bom que não queiram ser emprestados. É tão bom que gostem de estar ao alcance das minhas mãos...
Gosto de brinquedos com vida própria e independente, mas gosto mais dos que sabem que meu colo é um bom lugar. Gosto dos brinquedos que não esquecem de quando monto suas pernas ou encontro seus sapatos perdidos no bau.
Que permaneçam na minha estante: jamais criarão pó.


Related Posts with Thumbnails