segunda-feira, 17 de setembro de 2012


Não aguento mais ter que ceifar meus textos, Ter que censurar e medir o tempo todo a alma sem medida. (...)
Se eu falo que estou fudida é porque todos estamos, mas alguns, preferem apenas dizer que estão ferrados.
Não vou amenizar palavras, se não posso amenizar meus sentimentos. Não vou amenizar a dor, porque fugir da dor, é fugir da própria cura.
E eu vou escrevendo mentalmente, coisas que não posso publicar. Eu vou escrevendo mentalmente, coisas que nem eu não gosto de ler.

2 comentários:

Anônimo disse...

Também já me senti censurada por falar de mim assim publicamente e preferir isso.
Faça o que tiver vontade de fazer, Deise. A exposição existe a partir do nosso nascimento.
Viver de forma comedida pra quem?
Ser você ao menos serve pra os que te entendem, que se interessa, e pra vc.

Neuza Miranda disse...

Garota, você tem um dom muito lindo. Tenho certeza de que ainda verei alguma obra exposta na livraria da minha cidade com a sua autoria. Tenho certeza disso, não te conheço pessoalmente mas ja te adoro. Desejo que tudo de certo para você.

Postar um comentário

Oi? Você vem sempre aqui?

Related Posts with Thumbnails