terça-feira, 20 de outubro de 2009

7 Magia!

Eu nunca fui uma boa apreciadora de artes. Nos tempos de escola, gostava mesmo era de português. Os livros sempre foram o que eu chamava de obra prima. Não os riscos de Picasso, ou a bagunça toda de Van Gogh. Obra prima era letra organizada.
Nesse fim de semana, portanto, fui relembrada de uma arte que sempre me comoveu: a circense.
Ir ao circo com a desculpa de levar as crianças foi algo tão gostoso e eu ali, com cara de "oi? eu tenho doze anos".
A apresentação do Circo Italiano não foi lá essas coisas. Faltou o mágico que para mim é a melhor parte do circo, os palhaços eram fraquinhos, mas sentada ali, na primeira fileira, com um algodão doce na mão e a mão do filho na outra, eu vibrava com as luzes no picadeiro.
Talvez as pessoas não entendam o porque de eu ainda me emocionar com um espetáculo tão manjado como o circo, mas no fundo, é a minha falta de habilidade com o corpo, com as expressões faciais e em fazer rir que me faz babar sentada na arquibancada.
Com algodão doce, maçã do amor e risadas infantis por todo o lado.

7 comentários:

Anônimo disse...

Magia foi a forma como tece sua palavras...eu me imaginei neste lugar com as cores, sons....

Porque para ser bem sincera, eu nunca gostei de circos. Sério! Desde criança...bem, eu sabia que era tudo mentira, fazia parte do show criar aquela atmosfera... e eu com meus botões:-" isto exige muito treino!". Mas nunca vi esta "atmosfera".


Bjocas para Dê!

graziela disse...

De fato: mais um post lindo!
Também me senti no circo com a tua descrição e realmente, qualquer universo que envolva criança, coisas lúdicas, é fascinante e comovente.

bjinho

Ricardo Chicuta. disse...

Eu nunca gostei de circo,aliás,nunca não.Já gostei bastante quando pequeno,quando não entendia que aqueles animais lá presos não estavavam felizes.Mas hoje acho que não existe mais animal em circo.Ou existe?

Mågø Mër£Îm disse...

Oi, eu to voltando aqui por alguns motivos...rs
1º- Sou de São Paulo, nasci e me criei aqui, na Zona Norte, perto da Cantareira.
2º- Eu peço desculpas de uma maneria ainda melhor que os Sulistas, logo, se voltar lá, vai ler que ela me desculpou até pelo que ainda nem fiz, mas farei! rs
3º- As vezes ficar "emo" ajuda a por pra fora nós que insistem em ficar pela garganta...

Ah... qto ao circo, ele pode ser sempre fabuloso, afinal a magia existe na gente, na forma como nossos olhos olham as coisas e as situações... rs

Beijo

Renata Nogueira disse...

Deise, obrigada pela visita lá n meu blog...adorei o nome do seu!!
Se ele te chamar vc pede pra ele me chamar tb??? Seria o máximo pro meu livro...rs
Beijão

T1460 disse...

Gosto de circo, mas não visito há muitos anos. Nunca fui muito fã de livros e quadros. Minha audição costuma ser meu sentido mais amigo das artes, seja de produções audio-visuais, ou de músicas.

Silvia disse...

Nossa, não suporto circo, nem mágicos. Palhaços então, acho-os psicóticos (tipo It). O único que eu gostaria de ir mesmo é no Cirque du Soleil... aquele sim deve ser bonito!

Postar um comentário

Oi? Você vem sempre aqui?

Related Posts with Thumbnails